Prémio Gulbenkian de Estímulo à Investigação 2016 Química e Arte atribuído a membros do LAQV-REQUIMTE

O Prémio Gulbenkian de Estímulo à Investigação 2016 Química e Arte foi atribuído a duas estudantes do Departamento de Conservação e Restauro da FCT NOVA.

Paula Nabais foi premiada com o trabalho ‘’A Iluminura medieval, o Códice e a sua conservação: desafios às ciências moleculares, humanidades e sociedade’’. A estudante frequenta o programa doutoral em Conservação e Restauro do Património (CORES) da FCT NOVA sob a orientação de Maria João Melo, Professora Associada do Departamento de Conservação e Restauro (LAQV-REQUIMTE).

Vera Gomes, estudante do mestrado em Conservação e Restauro da FCT NOVA, sob a orientação da Professora Amélia Dionísio do IST, foi premiada com o trabalho ‘’Aliança entre a ciência e o património cultural construído em pedra: otimização de tecnologias de limpeza de graffiti’’.