Mestrado em Química Bioorgânica

Ensino

Mestrado em Química Bioorgânica

Entrou em funcionamento no ano letivo de 2006/2007. O número mínimo de créditos para a obtenção do grau é de 120 (2 anos).

Objetivos

A Quimica Bioorgânica é uma área emergente na interface entre a biologia, a bioquímica, a biotecnologia e a química orgânica dita tradicional. O Mestrado em Quimica Bioorgânica surge como resposta à necessidade de formação de novos recursos humanos nas sociedades portuguesa e europeia, decorrente do recente desenvolvimento de empresas ligadas às áreas de química fina, biotecnologia e farmacêutica. Nesse sentido, o curso pretende formar profissionais habilitados com valências específicas nas áreas de análise, caracterização e desenvolvimento inteligente de novos fármacos e biomateriais, racionalização da interacção de drogas com sistemas biológicos, e desenho de novos materiais e metodologias sintéticas mais eficientes e sustentáveis.
Os estudantes terão uma formação interdisciplinar, nomeadamente nas seguintes áreas temáticas: 

  • Síntese orgânica de compostos bioactivos
  • Química medicinal
  • Química computacional
  • Química forense
  • Química supramolecular e nanoquímica
  • Química radicalar
  • Catálise química
  • Análise estrutural e técnicas analíticas

PLANO CURRICULAR 

Saídas profissionais

  • Química Fina (síntese)
  • Indústria Farmacêutica
  • Indústria Cosmética
  • Indústria Alimentar
  • Indústria Agroquímica
  • Análises Químicas
  • Controle de Qualidade
  • Tecnologia Ambiental
  • Empresas de Auditoria, Consultadoria e Projecto
  • Investigação
  • Ensino

Website do Mestrado

REGULAMENTO 

Horário de funcionamento:

Das 17H às 20H30

Propinas:

Estudantes nacionais: 1.063,47 €/anual

Estudantes internacionais: 7000 €/anual (Redução de 60% para estudantes da CPLP)

Prazo de candidatura:

1.ª fase: 6 de março a 23 de junho
2.ª fase: 26 a 31 de agosto

CANDIDATURAS

Condições de acesso para o ano letivo de 2017/2018

Vagas:

30

Regras de acesso:

  1. Titulares do grau de licenciado ou equivalente legal em licenciaturas das áreas de Ciências Exactas ou Tecnologia;
  2. Titulares de um grau académico superior estrangeiro conferido na sequência de um 1.º ciclo de estudos organizado, naquelas áreas, de acordo com os princípios do Processo de Bolonha por um Estado aderente a este Processo;
  3. Titulares de um grau académico superior estrangeiro, naquelas áreas, que seja reconhecido como satisfazendo os objectivos do grau de licenciado pelo Conselho Científico da Faculdade de Ciências e Tecnologia;
  4. Detentores de um currículo escolar, científico ou profissional, que seja reconhecido como atestando capacidade para realização deste ciclo de estudos pelo Conselho Científico da Faculdade de Ciências e Tecnologia.

Critérios de seriação:

  1. Classificação de curso;
  2. Curriculum académico e científico;
  3. Curriculum profissional;
  4. Eventual entrevista.

Coordenadora do curso:

Professora Paula Branco

mbo.coordenador@fct.unl.pt